Skip to content
shop online

1933

As origens

Na primavera de 1933, uma oportunidade de trabalho leva Amleto e a sua mulher Elettra, juntamente com os seus três filhos Umberto, Sergio e Aldo a transferirem-se para a cidade de Livorno.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Sergio Pieri, o filho do meio, muda-se para Bolonha para trabalhar como representante de uma empresa grossista que comercializa café verde.

1946

A primeira pedra

O resto da família permanece em Livorno e, em 1946, Amleto decide abrir uma torrefação, a segunda da cidade. Sergio dirige a atividade em Bologna, enquanto o avô Amleto desenvolve a atividade na cidade de Livorno. Em primeiro lugar, ele consegue obter a licença para poder iniciar o exercício da atividade.

Nasce assim a Torrefação Columbia, com o seu primeiro laboratório em Livorno, no final da Rua Buontalenti, posteriormente ampliado com o armazém da Rua Calzabigi.

1959

Crescimento

Em 1959, a família abre uma segunda torrefação, a de Avenida Ugo Conti. A atividade cresce e o café Columbia é cada vez mais apreciado em toda a região da Toscânia. É um período florescente para toda a família, mas será bruscamente interrompido pela doença e morte do Sergio. Mesmo assim, os filhos decidem manter, crescer e ampliar a atividade.

A novidade chega em 1973: abre o novo estabelecimento de Rua Guarini que marca a passagem de uma torrefação artesanal clássica, realizada numa fábrica-armazém para uma fábrica moderna.

1990

Uma reviravolta moderna

Em 1990 surge a oportunidade imperdível de adquirir a Ekaf de Génova, a maior torrefação da Região da Ligúria, proprietária das marcas Eureka e Filicori: gerir uma empresa dessa dimensão, radicada no território e ativa na região centro-norte de Itália representava uma ocasião única.

A Ekaf, criada por Ugo Merialdi, o mago do café, encontra-se bem estruturada, constituída por profissionais preparados e com uma organização eficiente. A família Pieri, grande conhecedora do setor da torrefação, veio contribuir para elevar o nível de qualidade ao máximo. Um novo impulso para o aperfeiçoamento do know-how.

1996

O NASCIMENTO DA MARCA

Em 1996, a partir da fusão da Colúmbia com outras duas marcas históricas, também líderes no setor dos bares em Itália, a Filicori (criada na cidade de Bologna em 1883) e a Eureka (criada em Génova em 1933), nasce o projeto Cellini.

A decisão subsequente de trazer as outras marcas históricas na própria marca é apoiada por ferramentas de comunicação que visam dar a conhecer os valores que estão na base da atividade da família Pieri. A marca Cellini deverá ser protegida e gerida com cuidado, porque representa a filosofia de produção da empresa.

2005

AS NOVAS NECESSIDADES DA EMPRESA

Depois de quase quinze anos sob a direção da família Pieri, a Ekaf alcança a sua capacidade máxima de produção. O expresso italiano é cada vez mais conhecido no mundo e a marca Cellini torna-se sinónimo de qualidade, chegando a competir com as marcas italianas mais famosas a nível internacional. Torna-se urgente a abertura de um novo estabelecimento.

Em 2005 é concluído o novo estabelecimento de Genova Bolzaneto: cerca de 11.000 m2 de superfície total, sendo 6.500 m2 cobertos, situado numa localização estratégica próxima das portagens da auto-estrada. O novo estabelecimento constitui a sede da filosofia da empresa. O controlo rigoroso, cujo objetivo é alcançar a qualidade total, realiza-se através do uso de maquinários italianos de alta tecnologia, mantendo viva a tradição da torrefação lenta, suportada por uma produção moderna e por um Sistema de Qualidade Certificado.

HOJE

La vita. La passione

As experiências do passado direto e indireto, em vez de representarem um freio ao desenvolvimento, foram a rampa de lançamento para um novo espírito inovador que caracteriza todos aqueles que trabalharam e trabalham com Cellini.